Páginas

19 agosto, 2014

[...]

A vida é feita de chegadas e partidas. Nos acostumamos rapidamente com as chegadas, mas queremos evitar a todo custo as partidas. Despedida sempre será um desafio enorme pro coração humano. Tudo porque somos de uma matéria que não tem liga em si mesmo, mas em contato com a matéria do outro. Corações não se acostumam na solidão, mas se sentem totalmente em casa quando acompanhados. Que as chegadas então, sejam vividas na sua total intensidade e assim, quando a partida se apresentar diante de nós, que nossas saudades não sejam do que não vivemos, mas do que vivemos intensamente...

(Scheila A. Hinnah)


Agradeço o carinho recebido neste momento tão difícil da minha vida.
À todas as pessoas que deixaram uma mensagem de apoio aqui no blog, 
no face ou por email, muito obrigada.
Grata pelas orações. 

33 comentários:

  1. UN MENSAJE MUY CONSTRUCTIVO!!!! GRACIAS POR COMPARTIRLO.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  2. É vdd nunca nos acostumamos com as partidas. Fique bem minha querida bjus

    ResponderExcluir
  3. Que bom te ver e desejo que estejas melhor, ainda que as saudades existam. Bjs, chica e fica bem!

    ResponderExcluir
  4. Que bom que estás de volta, Clau
    Muita força, viu?
    Um beijinho carinhoso de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  5. Oi amiga Clau,que bom você estar de volta,que seu coração esteja
    mais leve,esquecer jamais,mas saudades isso ficará para sempre.
    Bjs amiga e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  6. Clau, alegro-me em saber que está postando e se fortalecendo no Senhor!
    Bonito texto!
    O meu abraço...

    ResponderExcluir
  7. Clau, estive fora da net uns dias, só agora a "reiniciar uma ronda" pelos blogs amigos é que me deparo com sua perda.
    Já muito foi dito aqui, e por mais que se diga, parece-nos sempre a nós, que estamos a dizer, que nada é suficientemente adequado para ir atenuar tanta dor que sabemos no outro.
    Não tenho muito para lhe dizer, porque, sinceramente, não sei o que dizer. O texto que você escolheu diz muito, que você encontre conforto nas boas recordações.
    deixo-lhe um link que muito me conforta:

    https://www.youtube.com/watch?v=y6raRduUhaw
    bjo amigo

    ResponderExcluir
  8. Olá, querida Clau
    Como vai vc?
    Tomara que melhor!
    Sei o quanto é difícil a recuperação do luto... sei na pele...
    Dói de verdade... tem que esperar muito...
    Fique bem e seja abençoada nessa fase tão difícil!!!
    Um dia chegamos aqui e noutro dia vamos partir...
    Bjm fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Clau, fiquei contente com a sua volta!
    Que bom que você melhorou!
    beijinho Pedrinho

    ResponderExcluir
  11. As partidas custam tanto, querida Clau, mas é mesmo como o texto diz, temos de viver com a máxima intensidade todos os momentos, para que um dia não sintamos mágoa por não termos vivido o que deveríamos ter vivido, porque um dia pode ser tarde de mais.
    Um grande abraço, e muita força!
    xx

    ResponderExcluir
  12. Querida Clau, boa noite!
    Fico feliz em vê-la de volta, sei que o luto é muito difícil e custoso, mas Deus vai se incumbindo de deixar em seu coração a saudade, as boas lembranças dos tempos vividos e vai amenizando aos poucos a sua dor.
    Força ai amiga.
    Beijos com muito carinho
    Marilene

    ResponderExcluir
  13. Olá Clau!
    Espero e faço votos de que esteja melhor - mais conformada. Não se amofine, continue otismtista, pois, afinal, a vida é assim...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Ai Clau,me perdoe! Só agora soube do acontecido e estou muito triste por vc e sua irmã! Que Deus esteja com vc e sua familia,confortando e curando essa grande ferida! Meus sentimentos,amiga! bjs,

    ResponderExcluir
  15. Clau querida,

    Fico feliz por revê-la e sentir que você está fortalecida na sua dor.
    Partidas serão sempre dolorosas, por mais que nos eduquemos para considerá-las como um fator natural da vida. Ainda somos muito apegamos às pessoas que amamos.
    Perdi mais uma pessoa querida na madrugada de ontem. Uma cunhada, irmã do meu marido, que era muito amiga minha e da Marilene. Passamos horas de muita angústia enquanto esperávamos notícias da cirurgia que tentava salvá-la, mas que deixaria sequelas, caso ela tivesse sobrevivido. Estamos muito sensíveis nesse momento, pois sequer nos recuperamos da perda da nossa mãe. Sinceramente, eu gostaria muito de poder encarar a morte com maior naturalidade, como em algumas culturas.
    Gostei muito do texto Scheila.

    Fique bem.

    Que você continue firme e sob o amparo do consolo divino.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  16. Clau:
    Certa vez escrevi e publiquei no meu face:
    "Não sou do tipo de pessoa que se preocupa com chegadas.
    São as partidas que afligem meu coração..."
    Ninguém de nós se acostuma com as partidas.
    Mas, a gente vai se adaptando e aceitando as partidas inevitáveis.
    Muito bom ter você por aqui novamente.
    Bjs.:
    Sil

    ResponderExcluir
  17. Amiga Clau
    Com meu carinho de sempre venho agradecer
    as palavras reconfortantes deixadas no meu blog.
    Tudo isso me leva pra frente dizendo
    continue ainda existe quem te quer bem do outro lado da telinha.
    Ando protelando meu afastamento por
    conta de pessoas tão importantes para mim como você é ,
    a um longo tempo caminhando comigo.
    Eu sou humilde demais , eu amo demais ,
    eu me envolvo demais , eu luto demais ,
    talvez seja essa garra que deixa
    gente brava outras feliz e tão contente.
    Hoje venho te pedir uma gentileza.
    Apesar dos meu quase 10 anos de blog
    por algumas vezes termino entrando
    em alguma coisa , que me deixa feliz em participar
    a mais de 5 anos deixei de participar de tudo nos blogs
    por perder o encanto por muita coisa.
    Veio o convite eu fui tentar ser poeta por um dia
    hoje peço seu voto
    se achar que meu poema vale seu voto.
    Nome do meu poema?
    "Você é minha Poesia"..
    Endereço para votar.
    http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com.br/
    È complicado pra mim pedir voto,
    pois sempre achei que merece ganhar sempre
    todos os poemas.
    A minha é “Você é minha poesia”, se achar legal, vote nela.
    Precisa votar nos comentários e depois confirmar o voto no chat cujo banner está a direita da flecha piscante.
    Um abraço ceio de carinho.
    Evanir.
    PS.Quando terminar farei uma
    postagem como o nome de todos amigos
    que confiaram em mim seu voto.

    ResponderExcluir
  18. Minha querida Clau, a vida pensa que estamos preparados e nos prega esta peça em um ato. Somos sentinelas dos nossos e quando vem esta separação, nos sentimos enfraquecidos, mas há uma força quem vem do que se viveu, para nos colocar no eixo e seguir professando, como foi bom tê-los e vive-los.
    Vamos pensar assim e seguir nossa trilha, pois que a vida nos cobra esta ação.
    Fique bem e tudo vai ficar bem. A dor é sua, mas sua recuperação é nossa.
    Um carinhoso abraço cheio de luz no seus dias.
    Beijo de paz,

    ResponderExcluir
  19. Bom dia Clau.. como já pude ler num livro.. são 30 bilhoes querendo vir para cá e 7 aqui onde muitos não dão valor nem ao ar que respiram.. todos querem estar nesta escola e quem esta tem no minimo que fazer valer a estadia aqui.. partidas sempre nos fazem sofrer.. mas nunca são definitivas.. a morte não existe.. só existe vida.. bjs de bom dia

    ResponderExcluir
  20. Bom dia minha amiga querida espero
    que esteja melhor, não está sendo fácil
    eu sei, mas vcs vão ficar bem, semana que
    vem envio o livro pq estou de cama com uma gripe
    terrível, mas fica bem que já já ele chega afinal vc mora perto daqui
    Deixo um abraço com carinho bjãooooo

    Rita..

    ResponderExcluir
  21. Oi Clau! A autora disse tudo: como é difícil... Mas a partida é só uma vírgula na espera pelo reencontro! BJks Tetê

    ResponderExcluir
  22. Clau, fico feliz por vê-la retornar, embora saiba que ainda convive com a dor da perda. Ela não se vai tão rápido como gostaríamos, para deixar em seu lugar, tão somente, aquela saudade bendita do que foi plenamente vivido.
    Escolheu um belo texto, com fundamento verdadeiro.
    Seu pai, como disse, consolou, independente de estar sofrendo. Há espíritos evoluídos, como mencionei. E ele, certamente, é um deles. Grande beijo!

    ResponderExcluir
  23. Clau, as partidas são sempre muito doloridas, mas fica as boas lembranças!
    Fique em paz!
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  24. Boa tarde, chegadas e partidas são inevitáveis, temo que saber viver com a dor e conservar as boas lembranças.
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  25. Boa noite amiga Clau! ♡
    E que Deus continue te dando o conforto necessário. ..
    Tudo de bom, minha linda! ♡
    Bjokas da Bia! ♡

    ResponderExcluir
  26. Queria cada etapa que ultrapassamos percebi so o valor que a vida tem de verdade, Liz e Paz em seu coraçāo.
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  27. Oi Clau, agora que soube do acontecido.
    Seja forte, minha amiga.
    Estou orando por você.
    Receba meu abraço com carinho.

    ResponderExcluir
  28. Clau,passando só pra ver como vc está essa semana e se precisar de algo já sabe: estou por aqui sempre! bjs,

    ResponderExcluir
  29. Para sua meditação, a sétima parte do poema 'Elegia', escrito por Cecília à sua avó Jacintha:

    O crepúsculo é este sossego do céu com suas nuvens paralelas e uma última cor penetrando nas árvores até os pássaros. É esta curva dos pombos, rente aos telhados, este cantar de galos e rolas, muito longe; e, mais longe, o brolhar de estrelas brancas, ainda sem luz. Mas não era só isto, o crepúsculo: faltam os teus dois braços numa janela, sobre flores, e em tuas mãos o teu rosto, aprendendo com as nuvens a sorte das transformações. Faltam teus olhos com ilhas, mares, viagens, povos, tua boca, onde a passagem da vida tinha deixado uma doçura triste, que dispensava palavras. Ah, falta o silêncio que estava entre nós, e olhava a tarde, também. Nele vivia o teu amor por mim, obrigatório e secreto. Igual à face da Natureza: evidente, e sem definição. Tudo em ti era uma ausência que se demorava: uma despedida pronta a cumprir-se. Sentindo-o, cobria minhas lágrimas com um riso doido. Agora, tenho medo que não visses o que havia por detrás dele. Aqui está meu rosto verdadeiro, defronte do crepúsculo que não alcançaste Abre o túmulo, e olha-me: dize-me qual de nós morreu mais.

    Que a dor dos espinhos do caminho, ao ultrapassarem teu coração, se dissipem numa aura de fé e esperança.

    ResponderExcluir
  30. Oi, Clau!
    Saudades sempre irá existir e agora é se acostumar com ela. Entre chegadas e partidas, as chegadas são sempre festejadas com sorrisos e as partidas com lágrimas "Tudo porque somos de uma matéria que não tem liga em si mesmo, mas em contato com a matéria do outro".
    Beijuzinhos no coração!!

    ResponderExcluir
  31. Ola amiga, passando para apreciar suas postagens, e desejar uma boa noite, com lindos sonhos e um amanhecer abençoado pra que seu dia seja feliz e se prolongue por toda semana.
    Fiz uma postagem sobre a participação , com poesias no Livro Bom Jardim do Poetas, eu e minha filha Adriana Duarte.
    Linque http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/2014/08/participacao-na-antologia-dos-poetas.html
    Obrigada por fazer parte do meu grupo de seguidores que já passam dos 860, sua participação é muito importante. Abraços, fica na paz de Deus.

    ResponderExcluir
  32. Oi Clau! Muito verdadeiro o texto, gostei muito da parte que diz "que nossas saudades não sejam do que não vivemos, mas do que vivemos intensamente..." Deixo um grande abraço e espero que fique bem...

    ResponderExcluir
  33. Texto mais do que pertinente, ainda mais para esse momento de perda que nos faz sofrer tanto. bj

    ResponderExcluir

Real Time Analytics