Páginas

07/02/2013

Viajar pela leitura





Recebi do Thiago do blog RioSul  a indicação do Selo:Viajar Pela Leitura
Cujo objetivo é: incentivar à leitura!

Desde criança fui estimulada a ler, e para mim isso é algo importante e prazeroso.
Ler, amplia nossos conhecimentos, enriquece nosso vocabulário, melhora o raciocínio, etc.
A tecnologia afastou muitas pessoas dessa prática saudável, mas sempre é tempo de ampliar a mente!
A melhor parte desse processo, é quando o ato de ler transforma-se num ato de questionamento...
Uma pesquisa feito ano passado, mostrou que o brasileiro  reconhece a importância da leitura, mas prefere outras atividades.
Assim fica difícil tornar-se um cidadão crítico e consciente do seu papel, em uma sociedade cada vez mais globalizada e competitiva não é mesmo?

Meus filhos terão computadoressimmas antes terão livros.
Sem livrossem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever,
inclusive a sua própria história
(Bill Gates)

A regra do selo que  foi-me oferecido é a seguinte:
1-Responder o que você acha do ato de ler?
Respondendo:
Ler estimula a criatividade e fortalece o senso crítico...
Descobrir ou redescobrir o gosto pela leitura, é uma coisa fascinante!

2-Indicar 1 ou mais livros que leu  e fazer a  sinopse dos mesmos:
Escolhi apenas um, para não tornar a postagem extensa demais.

3-Indicar blogs para receber o selo.
Mas, vou quebrar a regra e oferecer a todos que o quiserem levar.


A Cidade do Sol, (do escritor e  médico afegão: Khaled Hosseini )


As protagonistas são duas mulheres, cuja a história de vida se confunde com a história de um país devastado pela guerra e pela religião. São afegãs que tem vidas distintas, mas um futuro semelhante...

-Mariam, foi criada somente pela mãe. E seu pai a obrigou  se casar jovem com um homem que, a princípio lhe deu sonhos e esperanças de uma vida melhor e feliz, mas nunca cumpriu o prometido sendo violento ao extremo.
 - Laila , foi criada pelos pais, perdeu dois irmãos para guerra, e era incentivada pelo pai a sempre estudar.
Com criação completamente diferentes, o destino dessas duas mulheres se cruzam por meio de casamentos arranjados com o mesmo marido. E ele as trata de modo desumano e cruel.
Ambas calam-se diante da violência e humilhação dentro de casa.
(A historia, na verdade, usa o romance mais como um pano de fundo para divulgar os horrores da guerra).
Ler este livro é o mesmo que mergulhar profundamente na cultura do oriente médio.
Difícil não se comover com a história das duas, seus sofrimentos e acima de tudo,a luta por uma vida mais digna.
Um livro comovente, marcante. Recomendo.


4 comentários:

  1. Eu já li este livro ele retrata muito bem o drama dessas mulheres, é emocionante recomendo com certeza, ótimo post.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela indicação do livro Clau, é muito bom mesmo, conhço e vale a pena ler!! Parabéns!!

    ResponderExcluir

  3. Oi Clau,

    "A leitura é porta aberta para o mundo".

    Ainda não li o livro que você indicou, mas me interessei por ele diante de sua resenha. Anotei a dica.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Boa indicação, Clau. Não li mas me interessei. E ler é tudo de bom. Bjão!

    ResponderExcluir

Real Time Analytics