Páginas

30 abril, 2017

Hora da saudade...

A tarde se esvai
lentamente
esgarçando suas luzes
em infinitos cristais
a tarde se esvai
e na alma fica um silêncio
de sinos mudos
uma espera ansiosa
de estrelas
uma saudade fininha
de não se sabe o quê.

(Roseana Murray)


7 comentários:

  1. Que bonito!
    Gostei do teu cantinho

    Já sigo
    Beijinhos, boa noite

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo e por vezes isso acontece: nem sabemos do que temos saudades, o que temos... bjs, lindo MAIO! chica

    ResponderExcluir
  3. Que foto linda e que texto tocante, gostei muito do seu espaço!! Te desejo tudo de bom, tenha uma excelente semana.

    ResponderExcluir
  4. Boa Noite, querida Clau!
    Estive de repouso virtual e com saudade de passar por aqui, venho ler uma postagem linda...
    Silêncio, solidão... vivendo e saboreando esses importantes elementos de crescimento humano...
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  5. A hora da saudade sempre bate em nossa porta, a saudade, o silêncio fazem parte da vida ser humano, Clau maravilhoso o texto muito bonito, passando pra desejar um ótimo feriado bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderExcluir
  6. Belo poema.
    Bem acompanhado pela foto que escolheu.
    Boa semana, Clau.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Boa noite Clau
    Uma linda poesia inspirada pelo silêncio e saudade. As vezes eles ando bem juntinho.Pois a saudade muitas vezes deixa o silêncio de quem foi ou aquela saudade de algo bom. Um lindo mês de Maio. Forte abraço.

    ResponderExcluir

Real Time Analytics