Páginas

18 julho, 2016

Castelos Ruídos...

Ao longo da vida muitos castelos irão ruir. E conviver com os destroços nunca será tarefa simples. Nos apegamos às ruínas como parte de nossas identidades. Para seguir em frente, precisamos nos reconciliar...
Reconciliar com o adulto que trabalha de segunda a sexta numa repartição pública quando o trato era ser músico, surfista ou veterinário; aceitar o adulto que lhe deu somente um filho ao invés dos dois que haviam combinado; perdoar o adulto que se embebeda num sábado à noite pra disfarçar a solidão quando jurou que ia ser livre e dono de seu próprio nariz; reconciliar com o adulto que se divorcia pela terceira vez quando o trato era ser feliz para sempre ao lado da mesma mulher; aceitar o adulto que combinou fazer bodas de ouro com o amor de sua vida mas não chegou nem às de prata; aceitar o adulto que sofre com a perda do filho quando o certo era não haver luto pelo caminho; reconciliar com o adulto que envelhece dia após dia diante do espelho apesar da promessa de que seria jovem para sempre, sem rugas, cabelos brancos ou dores pelo corpo. 
Você se cobra demais, se exige demais, se envergonha demais. Suas expectativas estão nas mãos de uma criança, por vezes tirana, que vive dentro de você. Está na hora de renegociar os contratos, rever as promessas, afrouxar as exigências. O futuro ainda reserva boas surpresas mas perceber que o merecemos sem dívidas é o melhor jeito de curtir a viagem, nos aceitando com todas as dificuldades, impossibilidades e limitações; nos enxergando mais humanos e menos heróis...


(Fabíola Simões)



6 comentários:

  1. Hum, muito boa a mensagem!
    Cativar a leveza interior é importante... Sem culpas, exigências ou pessimismos... Bola pra frente e mirando o Alto!...
    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Temos que nos aceitar da maneira que somos,sem culpas e sem cobranças,a nossa vida será bem mais perfeita,e nada ficará desmoronado como o castelo em ruínas.
    Linda mensagem Clau.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  3. Pois é Clau, um belo texto com uma reflexão muito boa das coisas da vida e de como nos comportamos diante das adversidades e insucessos.Podemos usar Ferreira Gullar e busca traduzir uma parte na outra parte e assim vivermos mais leve e menos sofrimentos na colheita.
    É possível sim, temos que buscar esta excelência.

    Uma linda e abençoada semana de paz e alegrias.
    Reconstruindo castelos e inovando o pensar sempre.
    Bjs de paz.

    ResponderExcluir
  4. Olá Clau
    Bela reflexão, aceitar as dificuldades e seguir sempre em frente. Bjs querida.

    ResponderExcluir
  5. Olá Clau.
    Um texto que me deixou a pensar...Somos humanos e cheios de defeitos , precisamos aceitar essa forma de ser... e aceitar as diferenças do dia a dia ... assim tudo flui melhor.
    beijos e ótima semana!

    ResponderExcluir
  6. Que texto consistente e preciso! Excelente escolha, Clau. Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir

Real Time Analytics