Páginas

02 junho, 2015

Circo clandestino...

Às vezes eu virava
a primeira bailarina,
e dançar debaixo da lona
com sapatilhas de prata
era como acender cristais
numa noite muito escura,
e ia voando, tocando estrelas,
domando as nuvens,
rodando o mundo,
no meu circo clandestino.

(Roseana Murray)



25 comentários:

  1. Boa tarde Clau..
    já fiz poesias sobre bailarina.. ainda não postei.. mas é bem assim que se pode falar de tal arte na ponta dos pés.. bjs e feliz sempre

    ResponderExcluir
  2. Chega-se a bailar com ela....Lindo demais! Perfeito! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. ... Voar, tocar as estrelas e domar as nuvens! Lindo...
    Hoje quero bailar assim...
    Boa noite, querida Clau... Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um grande abraço neste domingo, Clau!
      Uma boa semana e boas inspirações...
      Bailar sempre com a ajuda do Criador!...

      Excluir
  4. Olá, querida Clau
    Todas temos uma bailarina dentro de nós que faz o mundo girar com mais beleza...
    Bjm fraternal

    ResponderExcluir
  5. Acho que uma boa maneira de rodar o mundo é tbm
    por um circo...
    kkk a semana que passou comprei uma sapatilha para andar em casa volta e meio estou a bailar.
    Bom começo de junho.
    Janicce.

    ResponderExcluir
  6. Clau, linda imagem e poesia!
    Adoro Roseana Murray, ela escreve coisas lindas!
    A minha frustração foi não ter feito balé!
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  7. Os sonhos de criança às vezes viram realidade... -:)
    Lindo poema e belíssima imagem (gosto muito de ballet).
    Continuação de boa semana.
    Um beijo
    MIGUEL / ÉS A MINHA DEUSA

    ResponderExcluir
  8. Lindo demais o bailar, toda menina sonha em ser bailarina em fazer balé.
    E na vida a gente rodopia e dá passos sincronizados, esperamos algumas vezes aplausos. E vamos bailando pela dança da vida.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  9. Adoro bailarinas que nos encantam assim como essas palavras de Roseana Murray.
    Bjs Clau e um ótimo feriado.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  10. Belíssimo poema da Roseana, Clau. Bjs e bom feriado.

    ResponderExcluir
  11. Todos precisamos de um lugar prazeroso, de sonhos, onde podemos sair do mundo e voar. Nosso circo clandestino, onde só fala o coração. Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Em sonhos eu penso que sei bailar... Gostei.
    BJ
    Alice

    ResponderExcluir
  13. Uma brincadeira muito boa! Eu fazia de conta que era a bailarina da caixinha de música... Por que a gente cresce e perde a imaginação. heim? BJks e um bom final de semana! Tetê

    ResponderExcluir
  14. Lindo me lembrei que quando eu era criança queria muito ser uma bailarina, mais hoje esse desejo já passou, Clau beijos.

    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Lindo me lembrei que quando eu era criança queria muito ser uma bailarina, mais hoje esse desejo já passou, Clau beijos.

    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. MUY LINDO POST!!!!!!
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Lindo, Clau
    Ontem mesmo fui ao Teatro e assistí a um magnifico espetáculo de Ballet.
    Tenha um ótimo domingo, querida.
    Beijinhos carihosos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  19. Lindo, Clau!

    Nada melhor do que termos um recanto clandestino para mergulharmos em sonhos e fantasias.

    Feliz domingo.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  20. Oi Clau!Isso é ter imaginação,e como é bom sonhar...Ainda hoje sou criança porque imagino outras realidades.Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Oi Clau!Isso é ter imaginação,e como é bom sonhar...Ainda hoje sou criança porque imagino outras realidades.Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Oi, Clau!
    A sensação é a mesma que voar!
    :)
    Boa semana!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  23. Olá, Clau.
    Acho que todas as meninas foram (são) bailarinas por um momento, que seja, e nunca menos que "primeira bailarina", pois que, em sonho, o papel principal é o rei! E, em sonho, a ser bailarina principal, rodopia-se e atinge-se o céu.
    Quem nunca sonhou, nunca foi criança.
    Espero que esteja bem.
    bjn amg

    ResponderExcluir
  24. Belíssima criação poética, mostrando que a apresentação mais perfeita e empolgante é aquela que fazemos para nós mesmos...

    ResponderExcluir

Real Time Analytics