Páginas

09 novembro, 2014

Verbetes poéticos...

Separação: Um tchau comovido por não prever um oi tão cedo.

Suspiro: Gemido produzido por ser vivo quando sobra felicidade
ou tristeza do lado de dentro dele.

Talvez: Resposta pior do que 'não', uma vez que ainda deixa, meio bamba, uma esperança.

Tédio: Um nada por dentro que não deixa ver nada lá fora.

Tolerância: O tamanho do elástico da paciência da pessoa.

Único: Tudo que, pela facilidade de virar nenhum, pede cuidado.

Universo: Um só verso que contém toda a poesia desse mundo.

Verdade: Aquilo em que você acredita, mesmo que eu acredite no contrário.

Verso: Frase dita por algum deus, por intermédio de algum poeta.

Vírgula: A respiração da ideia.

Xereta: Quem invade a risca imaginária que divide o pedaço que só diz respeito a outro.

Xerox: Multiplicação que não é milagre por ser de papel e não de pães.

Zangado: Anãozinho da Branca de Neve que baixa na gente de vez em quando.


(do livro 'Pequeno Dicionário de Palavras ao Vento' - Adriana Falcão)


16 comentários:

  1. Adorei as descrições, Clau. Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  2. Clau! Eu confesso: ROUBARTILHEI e postei no meu Facebook e fui tão, mas tão cara de pau que te marquei na foto, huahuahuahuahau!
    Adorei a seriedade e ao mesmo tempo, no desfecho, a leveza da prosa.
    Excelente.
    Beijos e uma ótima semana para ti também! :)

    ResponderExcluir
  3. Que legais as definições bem humoradas! Gostei de ver! bjs, linda semana! chica

    ResponderExcluir
  4. Boa Semana, Clau!...
    Achei bem interessantes as definições poéticas/verbetes...
    Um abração............................
    Com carinho

    ResponderExcluir
  5. Muito interessante amiga Clau.
    bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito, principalmente da definição de Universo, e da Vírgula como respiração de uma ideia.
    Boa semana, Clau!
    xx

    ResponderExcluir
  7. Clau, são ótimas e me diverti com a definição de "xereta". É isso mesmo (kkk). Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Muito bom, Clau
    Te desejo uma linda tarde, amiga
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir

  9. Sensacionais, Clau.
    Também acho que a reticência do 'talvez' é bem desagradável, pois pode alimentar uma falsa esperança, apenas adiando uma frustração.
    Gostei demais!

    Feliz semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Bravo!
    Gostei destas definições Clau na sua bela partilha.
    Definir sem dor.
    Linda semana amiga.
    Beijo

    ResponderExcluir
  11. Olá, querida Clau
    Cada pensamento interessante que foge do óbvio...
    Bjm fraterno e ótima semana!!!

    ResponderExcluir
  12. Oi Clau! Passando para te desejar uma semana permeada pelo amor do PAI. Espero que esteja em paz. Lgo mais voltarei a postar mensagens lá no meu cantinho. Um bj querida!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Clau!
    Lembro de quando li esse livro e fiquei fascinada. Cada definição ótima que é difícil saber qual a melhor. Na época também fiz um postezito. Deixei o link, se quiser ver as definições que destaquei.
    Beijus,

    ResponderExcluir
  14. Oi, Clau!
    Boa noite!

    As definições são muito boa. Eu conheço o livro. Excelente!
    Destaco essa que é pura verdade :

    Talvez: Resposta pior do que 'não', uma vez que ainda deixa, meio bamba, uma esperança.

    Beijos e um punhado de sorriso!
    Ótima semana!

    ResponderExcluir
  15. muito boa as definições. Gostei de conhecê-las, além do livro que tb não conhecia. Bjs.

    ResponderExcluir

Real Time Analytics