Páginas

07 abril, 2014

Desafio dos Poemas...

A amiga Marilene Domingues do blog [Folhas Flores e Sutilezas], me repassou a tag: 'Desafio dos poemas', a qual agradeço e achei bem interessante.
Consiste em postar um poema, (o autor pode ser anônimo ou conhecido), o importante é o ato de espalhar poesia pela blogosfera... Nomear 5 blogs para participar.

A poesia que escolhi é de Cecília Meireles.
Serve para refletir a respeito da vida que muitas vezes perdemos, preocupados apenas em ganhá-la.
Não podemos cair na ilusão de que ainda há muito tempo, porque o tempo é efêmero...



'Humildade'

Tanto que fazer!
livros que não se leem, cartas que não se escrevem,
línguas que não se aprendem,
amor que não se dá,
tudo quanto se esquece.

Amigos entre adeuses,
crianças chorando na tempestade,
cidadãos assinando papéis, papéis, papéis...
até o fim do mundo assinando papéis.

E os pássaros detrás de grades de chuva.
E os mortos em redoma de cânfora.


(E uma canção tão bela!)

Tanto que fazer!
E fizemos apenas isto.
E nunca soubemos quem éramos,
ne
m para quê. 


(Cecília Meireles) 








Não vou escolher 5 blogs, mas quem quiser espalhar poesia e deixar a blogosfera mais bonita, pode participar!






12 comentários:

  1. Linda escolha.Cecília maravilhosa e a humildade, sempre necessária! beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  2. Esse é um belo desafio; espalhar poesia pela blogosfera, e gostei muito da tua escolha, Cecília Meireles é grande. Mas de tantos poetas tão bons o difícil é escolher...:-)
    xx

    ResponderExcluir
  3. Lindo desafio e maravilhosa poesia de Cecília Meireles.

    Parabéns amiga Clau.
    Bjs
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  4. Oi Clau!
    Escolheu bem uma poesia da Cecília Meireles. Há tantas coisas a fazer, não é? Até parece que muito do que se faz é momentâneo ou inútil, pouco fica para sempre, como esse poema/tratado/sociológico/filosófico. Precisa ter sensibilidade para apreciá-lo e aprender com ele.
    Um abraço e tenha bons dias!

    ResponderExcluir
  5. Como ficou linda sua participação! Uma escolha excelente e todos precisamos cultivar a humildade,tão dificil! bjs,

    ResponderExcluir
  6. Oi Clau,

    É uma bela poesia. Gosto de poesias que trazem reflexões inseridas em seus versos. Cecília Meireles foi uma escolha perfeita.

    Beijo.

    PS: Creio que você se enganou quanto à autora do blog proponente da tag. Não seria a Marilene Domingues? Você citou a minha mana-rsrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por avisar Vera,
      Me enganei mesmo... já corrigi o sobrenome!

      Excluir
  7. Lindo poema, Clau. Há que se pensar mesmo sobre como estamos aproveitando nosso tempo aqui na terra. Fazemos tanto, mas muitas vezes deixamos de dar atenção ao mais importante: O maor de forma gera. Bjs e fk com Deus.
    Obs: tenho vindo aqui várias vezes enãO CONSIGO DEIXAR COMENTÁRIO. uFA! CONSEGUI HJ. aBCS

    ResponderExcluir
  8. Clau, escolheu um grandioso poema. Não há como ler Cecília Meireles sem aplaudi-la. Essa iniciativa de distribuir poesia pela blogosfera é muito boa. Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Olá Clau , boa tarde!
    Bela escolha feita por você. Poema que nós faz parar e refletir, gosto muito disso. Cecilia Meirelles é sempre merecedora de nossos aplausos.
    Beijos carinhosos
    Marilene

    ResponderExcluir
  10. Uma bela escolha a Cecília Claudete. Participei desta roda pelo Facebook por época do Dia Internacional das Mulheres, mas lá era especifico que se falasse de mulher.
    Bela participação.
    Meu carinhoso abraço.

    ResponderExcluir

Real Time Analytics