Páginas

14 agosto, 2013

Canção do dia de sempre

Tão bom viver dia a dia…
A vida assim,  jamais cansa…
Viver tão só de momentos
Como estas nuvens no céu…
E só ganhar, toda a vida,
Inexperiência… esperança…
E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.
Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.
Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!
E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas…
( Mário Quintana )


10 comentários:

  1. Olá Clau
    Linda reflexão, viver intensamente o hoje é essencial. Bjs querida.

    ResponderExcluir
  2. Essa poesia não cansa a gente,não é mesmo? Muito linda escolha,Clau!bjs,

    ResponderExcluir
  3. Tem como não gostar de Mario Quintana? Não. Lindo demais esse texto, Clau. Bjs e boa quinta.

    ResponderExcluir
  4. Tão bom é viver!!!!
    E uma poesia assim logo cedo, uma imensa gratidão, boa reflexão e fundamental para muitos.
    bjs
    Ritinha

    ResponderExcluir
  5. Linda poesia de Mário Quintana para
    um começo do dia.
    Bjs amiga Clau.

    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Delicioso instante poético pousar aqui em teu espaço, Clau.

    É quando a vida ganha uma leveza, ainda mais navegando nos versos de Quintana. ôh vida boa.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  7. Lindo o poema e a imagem...especial!
    Beijos Clau!

    ResponderExcluir
  8. Um belo poema do Quintana.

    ResponderExcluir
  9. Quintana é um mestre, Clau!
    Na verdade nomear as coisas é por vezes retirar-lhes o verdadeiro sentido.
    xx

    ResponderExcluir
  10. Como é bom ler poemas bem construídos e com fundamento belo! Amei. Bjs.

    ResponderExcluir

Real Time Analytics