Páginas

03/12/2012

Duas pulguinhas...

Duas pulgas diretoras estavam conversando e então uma comentou com a outra:
-Sabe qual é o nosso problema? Nós não voamos, só sabemos saltar. Daí nossa chance de sobrevivência quando somos percebidas pelo cachorro é zero. É por isso que existem muito mais moscas do que pulgas.
Elas então decidiram contratar uma mosca para treinar todas as pulgas a voar e entraram num programa de treinamento de voo e saíram voando. Passado algum tempo, a primeira pulga falou para a outra:
-Quer saber? Voar não é o suficiente, porque ficamos grudadas ao corpo do cachorro e nosso tempo de reação é bem menor do que a velocidade da coçada dele ele nos pega.
Temos de aprender a fazer como as abelhas, que sugam o néctar e levantam voo rapidamente.
Elas então contrataram uma abelha para lhes ensinar a técnica do chega-suga-voa.. Funcionou, mas não resolveu...A primeira pulga explicou por quê:
-Nossa bolsa para armazenar sangue é pequena, por isso temos de ficar muito tempo sugando. Escapar, a gente até escapa, mas não estamos nos alimentando direito. Temos de aprender como os pernilongos fazem para se alimentar com aquela rapidez.
E então um pernilongo lhes prestou treinamento para incrementar o tamanho do abdômen...Resolvido, mas por poucos minutos...Como tinham ficado maiores, a aproximação delas era facilmente percebida pelo cachorro, e elas eram espantadas antes mesmo de pousar. Foi aí que encontraram uma saltitante pulguinha, que lhes perguntou:
-Ué, vocês estão enormes! Fizeram plásticas?
-Não, entramos num longo programa de treinamento. Agora somos pulgas adaptadas aos desafios do século XXI. Voamos, picamos e podemos armazenar mais alimento.
-E por que é que estão com cara de famintas?
-Isso é temporário. Já estamos fazendo treinamento com um morcego, que vai nos ensinar a técnica do radar de modo a perceber, com antecedência, a vinda da pata do cachorro.

E você?
-Ah, eu vou bem, obrigada. Forte e sadia.
Mas as pulgonas não quiseram dar a pata a torcer, e perguntaram à pulguinha:
-Mas você não está preocupada com o futuro? Não pensou em um programa de treinamento, em uma reengenharia?
-Quem disse que não? Contratei uma lesma como consultora.
-Mas o que as lesmas têm a ver com pulgas, quiseram saber as pulgonas...
-Tudo. Eu tinha o mesmo problema que vocês duas. Mas, em vez de dizer para a lesma o que eu queria, deixei que ela avaliasse a situação e me sugerisse a melhor solução. E ela passou três dias ali, quietinha, só observando o cachorro e então ela me disse: "Não mude nada. Apenas sente na nuca do cachorro. É o único lugar que a pata dele não alcança"...

MORAL DA HISTÓRIA:

Você não deve focar no problema e sim na solução. Para ser mais eficiente é necessário escutar e não falar... Muitas vezes, a GRANDE MUDANÇA é uma simples questão de reposicionamento.

(
Max Gehringer )



20 comentários:

  1. Ô, Clau... A história tem uma mensagem muito interessante e além disso é super divertida... Parabéns, gostei muitíssimo! Fique com Deus, tudo de bom...

    ResponderExcluir
  2. Noooosssa Clau, que texto maravilhoso, o Max "é o Cara" rss não é mesmo? kkk
    Olha adorei, parabens mesmo !
    Tenha uma semana abençoada, repleta de realizações e muito amor.

    Um grande abraço.

    Paty Alves
    www.agape-amorverdadeiro.blogspot.com
    www.patyiva.blogspot.com
    www.tentardecoracao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Clau



    O pior é que é verdade....
    As vezes só é preciso mesmo que a gente se reposicione.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  4. Olá Clau,

    Demais essa história...a lesma foi a mais sábia...rsrs

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. \Muito boa estória. A criatividade sempre vem da observação, mas nem sempre com esperteza. Parabéns.
    Abraço.
    iara.

    ResponderExcluir
  6. História interessante, Clau. A lesma pisou e cuspiu em todo mundo. Saiu por cima. Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Interessantíssimo seu texto, gostoso de ler e ainda traz uma mensagem cativante. Continuarei retornando e lendo, saio renovado. Beijo do leitor frequente.:-BYJOTAN.

    ResponderExcluir
  8. Olá amiga Clau!

    Adorei a história das pulgonas, que antes eram pulguinhas. É verdade, quando nos concentramos demasiadamente num problema bloqueamos a solução.

    Beijinhos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Clau! Graças a Deus já estou de volta, e é sempre muito bom vir aqui no seu cantinho pois sei que vou encontrar algo gostoso de ser ler e que me trará uma boa lição.Um bj minha querida e que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  10. Oi Clau...

    adorei a história... e é bem por aí... as vezes ficamos focando só no problema e não enxergamos a solução que muitas vezes é mais fácil do que pensamos.

    Bjão

    www.compreiporai.com

    ResponderExcluir
  11. Uma história muito fofa apesar de
    tudo e dar soluções para os problemas é bom
    Clau querida tenha um belo dia
    Bjuss
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  12. Hola amig@, te visito a través de una amiga.

    Muy interesante el artículo, lleno de energía y buenas vibraciones.

    Si te apetece, pásate
    por felicidadenlavida

    Un abrazo muy fuerte y espero que sigas escribiendo, para continuar aprendiendo.

    ResponderExcluir
  13. Rs...nada de mal em aprender coisas novas não é, mas a pressa em querer chegar ao destino é que põe tudo a perder...
    Obrigado pela sua visita Clau, um grande abraço!

    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir

  14. Bacana, Clau!
    Gostei da estória.
    É bem verdade que nos ocupamos demais com os problemas, o que nos impede de chegar às soluções. Mudar o foco é imperioso.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  15. Ameeei a história das pulguinhas!!!
    Tantas vezes somos como as primeiras, queremos a mudança de todo jeito, então seguimos qualquer indicação que nos seja dada... por fim, perdemos nossa personalidade sem que nossos objetivos sejam atingidos! A terceira pulguinha foi bem mais eficiente, valorizou aquela que aparentemente não tinha valor, mas que tinha todo o tempo do mundo para observar... bastou uma dica para ela alcançar seus propósitos, sem mudar o perfil, sem muito drama. De fato, focar na solução é bem mais inteligente do que concentrar no problema!

    Beijos,Clau, com desejos de um belo final de semana.

    ResponderExcluir
  16. Oi Clau! Obrigada pela visita! Adorei esta história e a moral é a mais pura verdade. Com certeza devemos focar na solução,do problema porque se ficarmos só amargando os problema, com certeza ele ficará maior. Bjuss uma linda noite e um final de semana feliz.

    ResponderExcluir
  17. É isso aí, nada como focar nas soluções, pena que nem sempre lembramos disso.

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá Clau! Grato pelas visitas e comentários sempre tão pertinentes. O conto é bem sugestivo, pena que quem o lê já possui capacidade de focar certos resultados, mas a maioria (a manada) arruma sempre mais problemas porque não consegue resolver até os mais simples. Um abraço!

    ResponderExcluir
  19. Oi Clau!
    Às vezes a vejo pela blogosfera e sempre senti uma vontade de entrar no seu blog, tinha receio.
    Hoje, com muita alegria, quero agradecer o seu comentário no meu conto e, amanhã venho conhecer melhor o seu blog.
    Muito Obrigada
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir

Real Time Analytics