Páginas

28/07/2012

A pérola é uma ferida curada...

Pérolas são resultados da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior das ostras, como um parasita ou um grão de areia. Na parte interna da concha é encontrada uma substância chamada nácar. Quando o grão de areia penetra as células do nácar, estas começam a trabalhar e a cobrir o grão com camadas para proteger o corpo indefeso da ostra. Como resultado, uma linda pérola vai se formando ali no seu interior.
Uma ostra que nunca foi ferida nunca vai produzir pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.
Você já se sentiu ferido pelas palavras rudes de alguém? Já foi acusado de ter dito coisas que não disse? Suas idéias já foram rejeitadas ou mal interpretadas? Já sentiu duros golpes de preconceito? Já recebeu o troco da indiferença? Então, produziu uma pérola.
Cubra suas mágoas com várias camadas de amor. Perdoe sempre, você só tem a ganhar.
Infelizmente, são poucas as pessoas que se interessam por esse tipo de sentimento.
A maioria aprende apenas a cultivar ressentimentos, deixando as feridas abertas, alimentando-as com sentimentos pequenos, não permitindo que cicatrizem.

Assim, na prática, o que vemos são muitas "ostras vazias", não porque não tenham sido feridas, mas porque não souberam perdoar, compreender e transformar a dor em amor.
Fabrique pérolas você também! 


(Desconheço a autoria)



10 comentários:

  1. Oi, minha querida Clauzinha!
    Mas que difícil é fabricar a pérola!
    Porque perdoar no sentido de não interferir ou desejar o mal à pessoa que lhe magoou, é uma coisa. Mas perdoar no sentido de ESQUECER completamente TUDO o que a referida pessoa lhe fez, já é outra coisa bem diferente e nem sempre conseguimos. Eu, pelo menos não! Ainda não, pode ser que um dia desses, no meio da minha eternidade, me dê conta de que já não me lembro de nada! Aí, produzirei as minhas pérolas.
    Bjssssssssssssssss, quérida!

    ResponderExcluir
  2. Oiii Clau!!
    Nossa não é fácil perdoar, eu tento, mas depois de algum acontecimento ruim mesmo que vc perdoe nada é como antes, afinal perdoar é uma coisa, perder a memoria é outra.
    bjs
    http://cosmeticosbelezasaude.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Clau,
    O texto é muito sublime. O exemplo da ostra é bem significativo. Sei que não é fácil perdoar, mas é um exercício necessário para o nosso próprio bem estar e para a nossa evolução.
    Qualquer passo que consigamos dar em direção à compreensão, à superação, à aceitação e ao perdão perdão já será uma vitória para o nosso ser.
    Fabriquemos pérolas!

    Ótima noite e lindo domingo.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  4. Olá Clau,

    Adorei a explicação sobre a perola, olha que eu não sabia. Durante nossa vida fabricamos muitas perolas pelo caminho.

    bjs

    http://marcia-pimentel.blogspot.com.br/2012/07/novas-capas-dos-livros-sobre-escocia.html

    ResponderExcluir
  5. Oi Clau, que texto sensacional. Pena que o autor é desconhecido. Óbvio que já produzi muitas pérolas, afinal, como nunca ter passado pelas situações questionadas? Beijão e bom domingo.

    ResponderExcluir
  6. Um texto que além de belo traz uma profunda mensagem.Lindo domingo pra você.

    ResponderExcluir
  7. Um bom dia pra você!

    Vim deixar meu abraço, nesse dia de
    sol, e agradecer pela presença sempre
    carinhosa no meu Cantinho
    Parabéns por ser essa pessoa querida
    e está comigo sempre
    Bjusssss
    Rita!!!

    Um texto maravilhoso, eu já me senti assim
    em algum trecho viu....mas temos que perdoar
    é dificil mas faz bem pra alma!!!

    ResponderExcluir
  8. Oi Clau!É por isso que uma pérola é algo tão precioso,pois perdoar e cubrir as mágoas com amor não é fácil mesmo!É pra poucos!Beijos nas bochechas!

    ResponderExcluir
  9. Bel testo, purtroppo a volte è difficile perdonare!!
    felice inizio settimana a te....ciao

    ResponderExcluir
  10. Olá Clau,

    Passando para lhe agradecer a visita e desejar-lhe uma ótima noite.

    Beijo.

    ResponderExcluir

Real Time Analytics